links for 2011-02-22

Francisco Arlindo Alves

  • […] Livro como um fluxo que conjuga a outros: “um livro é uma pequena engrenagem numa maquinaria muito complexa. Escrever é um fluxo entre outros, sem nenhum privilégio em relação aos demais, e que entra em relações de corrente, contra-corrente, de redemoinho com outros fluxos, fluxos de merda, de esperma, de fala, de ação, de erotismo, de dinheiro, de política etc. Como Bloom, escrever na areia com uma mão, masturbando-se com a outra – dois fluxos, em que relação?” […]